Sublime – Leonardo Gonçalves

Carros pela cidade
Correndo contra o tempo
Distantes no vazio
Atormentados pelos males
De uma era turbulenta e sem alívio

E eu anseio
Pela noite ou pelo dia
Dia sublime, tão sublime
E na saudade por alguém que eu ainda não vi
Me imagino correndo pra teus braços, ó Pai

Eu só quero a calmaria de um lugar
Que sopra o vento da paz
Guiando às águas tranquilas
Sou estrangeiro e vou seguindo para o eterno lar
Enquanto eu espero o momento em que vou te encontrar

Quando? Não sei
Um dia, eu sei
Estarei no meu lugar, no meu lugar tão sublime

Jerusalém! Jerusalém!
Jerusalém! Jerusalém!

Encontrei a calmaria do lugar
Que sopra o vento da paz
Bem junto às águas tranquilas
Sou estrangeiro, mas compreendo que o eterno lar
Começa no momento em que vivo para te encontrar

Hoje encontrei
Em ti encontrei
Encontrei o meu lugar, o meu lugar
Encontrei o meu lugar, o meu lugar
Encontrei o meu lugar tão sublime

Anúncios

Autor: André Scultori

Um missionário para esta geração. A missionary for this generation.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.